Limpeza a R$ 20? A economia compartilhada virou economia da exploração

O uso generalizado do serviço doméstico informal é uma questão cultural no Brasil. Resquício do período da escravidão, a prática de desvalorizar o trabalho de limpeza e manutenção domésticas — principalmente aqueles feitos historicamente por escravizados — é especialmente difundida no país, e recebe um reforço na atual reorganização do trabalho, sendo carregado pela digitalização de tudo.
Em poucas palavras, a economia do compartilhamento, ou uberização, no Brasil, nada de braçada onde o pessoal já é explorado, digitalizando a precarização do trabalho doméstico e explorando a desorganização do setor.

Ler a íntegra na plataforma original

Captura: Biosferatech
Fonte: Yaso Blogsfera, 9 mar. 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *