Distanciamento fez Judiciário evoluir oito anos em 30 dias

Em live com OAB/RJ, juiz auxiliar da Presidência destaca que distanciamento fez Judiciário evoluir oito anos em 30 dias.
      A pandemia do novo coronavírus impactou o Judiciário, mas gerou oportunidades, provocou uma revolução digital, ressignificou a prestação de serviços ao cidadão e tem potencializado a atuação da advocacia. A avaliação é do juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) Fábio Ribeiro Porto, que participou de uma live nesta sexta (8/5) com a diretora de Inclusão Digital e Inovação da OAB-RJ, Maria Luciana de Souza, sobre o Ato Normativo 12/2020 e as sessões de julgamento por videoconferência na 2. instância. A live foi realizada nos canais oficiais do TJ e da Ordem.
      O Ato Normativo 12/2020, publicado no dia 22 de abril, trata da realização de sessões de julgamento virtual e das audiências telepresenciais. A primeira modalidade já existe e é realizada no TJRJ desde 2011. Neste modelo, um desembargador lança seu voto eletronicamente e é acompanhado pelos colegas. Com as medidas emergenciais de isolamento social, o juiz Fabio Porto disse que os julgamentos virtuais foram intensificados.

Ler a íntegra na plataforma original

Captura: Biosferatech
Fonte: PJERJ, 20 maio 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *